Rod Stewart mostra lado mais íntimo e explica relação conturbada com filha na nova música ‘Didn’t I’

De volta com uma nova canção aos 73 anos, o cantor britânico Rod Stewart expressa arrependimento sobre seu papel de pai, prelúdio de um novo álbum que lançará no fim de setembro.

Em “Didn’t I”, o cantor explica a quem apresenta como sua filha que sua relação com ela é “tingida de amor e arrependimento”.

Mas pelas referências que usa, o londrino de origem e escocês de coração parecia se dirigir ao seu filho Sean (37), conhecido por seus problemas de vício às drogas e ao álcool.

Em 2002, Sean Stewart foi preso por agredir um homem fora de um restaurante na área de Los Angeles em uma briga iniciada pelo ator de Super-Homem, Dean Cain. Recentemente, foi detido por subir em uma esteira de bagagens em uma área restrita do aeroporto de Miami.

O filho do lendário músico e da modelo americana Alana Stewart cresceu em Los Angeles e protagonizou o reality-show “Sons of Hollywood”.

Ao longo da canção, Stewart dá a entender que fez muito, claramente em vão, para ajudar sua filha (ou filho) a evitar as armadilhas das drogas e da fama, admitindo que ele mesmo usou cocaína.

“Eu não tentei te dizer que essas coisas iriam te matar?”, canta com sua voz rouca característica. “Mas você achava que era legal e que eu era somente um velho bobo”.

A canção “Didn’t I”, lançada nesta quinta, é a primeira do álbum “Blood Red Roses”, que sai em 28 de setembro.

O cantor anuncia que será uma obra “profundamente pessoal”, como mostra a primeira música.

“Sempre digo para mim que faço álbuns para alguns amigos, e esse disco tem essa intimidade”, afirmou Stewart. “A sinceridade e a honestidade te levam muito longe na vida, e isso também vale para a composição de canções”.

Este álbum será lançado quase 50 anos o seu primeiro disco.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *