Roberto Carlos faz 78 anos: Confira 5 sucessos do rei

Antes mesmo de cantar para os apaixonados de todo o Brasil, Roberto Carlos foi rockeiro. Sob riffs de guitarra, comandava o programa Jovem Guarda juntamente com Erasmo Carlos e Wanderléa. Nas mais de cinco décadas de carreira, cantou sobre abandono, partida, paqueras, questões jovens, términos e retornos. Foi artista de cinema, astro de televisão, e é o cantor solo mais vendido do país, vendendo mais de 120 milhões de cópias.

Foto: Reprodução/Facebook

Aos 78 anos, Roberto Carlos não parece querer parar: Seu cruzeiro anual, o Emoções, já tem setores esgotados para a partida em 2020. Continua com turnês por todo o Brasil, sucesso por onde quer que passe. Separamos para você cinco sucessos do rei, um por década, para relembrar a trajetória do cantor. Feliz aniversário, Robertão!

Década de 60

Marcada pelo belíssimo órgão Hammond, “Quero Que Vá Tudo Pro Inferno” é um dos grandes sucessos da Jovem Guarda. Um rock and roll que já mostrava uma faceta mais romântica de um jovem Roberto Carlos, lamentando o fato de ter perdido a amada.

Década de 70

Em 1971, Roberto Carlos dava sua guinada ao romantismo. “Detalhes”, um dos maiores sucessos da carreira do rei, fala sobre amor e abandono, sob uma base suave e romântica acompanhada por uma orquestra, vibraphones e pianos. Uma grande cisão do estilo rebelde e roqueiro da Jovem Guarda.

Década de 80

Foi nessa época, em 1981, que Roberto gravou o que talvez seria seu maior sucesso. “Emoções”, parceria com Erasmo Carlos, é acompanhada por uma orquestra big band a-la Frank Sinatra, e é presença obrigatória nos repertórios do cantor até hoje.

Década de 90

Um Roberto mais maduro, na década de 90, acompanhava a mudança de faixa etária de seu público. Se antes cantava para os “brotos” da Jovem Guarda, foi em 1996 que lançou “Mulher de 40”.

Décadas de 2000/2010

Nos anos 2000, Roberto Carlos mostra que ainda está com tudo. Em pleno 2012, emplacou um dos maiores hits do ano, parte da trilha sonora da novela “Salve Jorge”. Em “Esse Cara Sou Eu”, o rei fala de todas as qualidades de um homem dos sonhos, em uma declaração apaixonada.

*Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *